Qual a diferença entre galáxias e aglomerados?

Entender o nosso universo não é tarefa fácil, isso porque o que está além de nosso planeta é infinitamente vasto e conta com uma série de mistérios que o homem ainda não conseguiu descobrir. Porém, com uma série de estudos e o avanço da tecnologia, alguns detalhes sobre o nosso espaço já conseguiram ser descobertos pelo homem.

E um desses conhecimentos que já faz parte do ser humano é sobre a consciência da existência de outras galáxias no universo além da Via Láctea, que é a galáxia onde a Terra e o Sistema Solar estão localizados, e que guardam planetas e astros que ainda são completamente desconhecidos pelo homem.

Porém, uma confusão bastante frequente entre quem gosta do assunto acontece entre as definições de galáxias e aglomerados, que em um primeiro momento podem parecer a mesma coisa, mas, na verdade, são elementos completamente diferentes.

E é exatamente pensando em tudo isso que nós trouxemos aqui uma série de informações sobre o assunto, tudo para que você não confunda nunca mais os dois elementos e entenda de uma vez por todas a diferença entre o que é uma galáxia e o que é um aglomerado.

Entenda a diferença entre galáxia e aglomerado

Antes de entender o que é um aglomerado é preciso que você entenda melhor o que é uma galáxia, porque apesar de diferentes ambos os conceitos estão bastante interligados entre si.

De maneira bem resumida, uma galáxia nada mais é do que um enorme conjunto de estrelas, poeira e gás que aparece de forma isolada no universo e que tem elementos que faz com que tudo isso permaneça unido em uma determinada forma.

Ou seja, uma galáxia é uma enorme reunião de estrelas que se mantém unidas por conta de uma série de fatores gravitacionais, podendo até mesmo ter seu comportamento e sua gravidade influenciados por galáxias próximas e também aparecendo no espaço sob as mais diversas formas e tamanhos, formando desenhos bastante interessantes no espaço.

aglomerados

A Via Láctea, por exemplo, é considerada uma galáxia gigante, tendo em si uma quantidade impressionante de estrelas, sendo menor – dentro do Grupo Local – apenas do que a Galáxia de Andrômeda.

Já um aglomerado, também chamado de aglomerado de galáxias, nada mais é do que um conjunto de centenas, e até mesmo milhares de galáxias que permanecem mantidas em uma espécie de grupo, sempre próximas uma da outra, por conta da ação de suas gravidades.

De maneira bem resumida, os componentes que fazem parte de um aglomerado de galáxias são, além das galáxias propriamente ditas, uma substância conhecida como Gás intergaláctico e também de matéria escura, que não pode ser detectado oticamente, é inferido pelas interações gravitacionais e compõe 90% de todo o material que compõe um aglomerado.

O mais interessante a ser dito é que os aglomerados podem aparecer sob as mais diferentes formas, podendo conter centenas e até milhares de galáxias, ou mesmo se apresentar sob um conjunto de duas, três ou quatro galáxias.

Receba Valiosas Informações Sobre o Universo...